Aliens in America

aliens.jpg

 

Olá, bem vindos à casa dos Tolchuck, uma típica família do Wisconsin.

A preparar o barbeque temos o pai, Gary (Scott Patterson), chefe da casa, antigo atleta da escola que se contenta agora a relembrar sucessos passados. Sempre agarrada ao telemóvel, Claire (Lindsay Shaw) ainda agora entrou no secundário e já se juntou ao grupo das populares. Cá em baixo está a Franny (Amy Pietz), uma mãe galinha que quer que os filhos sejam exemplos de sucesso – nem que isso signifique arrastá-los até à meta. E finalmente temos Justin (Dan Byrd), o meu melhor amigo – um típico americano de 16 anos, envergonhado, que apenas quer viver em paz no liceu e, quem sabe, dar um saltinho às festas mais populares. Uma típica família americana – a minha família americana. O meu nome é Raja Musharaff (Adhir Kalyan), e vou ser o vosso anfitrião nesta sitcom.

Uma das vantagens da tão famigerada greve dos argumentistas é deixar lugar para experimentar outras séries que teriam passado despercebidas. Aliens in America foi uma das felizardas: com uma premissa nada interessante – um intercâmbio de estudantes que corre mal e que traz até ao Wisconsin um estudante muçulmano do Paquistão – teria ficado esquecida não fosse o facto de não haver episódios novos para ver todas as semanas e ser necessário alimentar o vício. E, surpreendentemente, a série não é má. O que é dizer muito, visto que passa no famigerado canal CW.

Aliens in America é uma sitcom típica – sem, graças aos deuses, o irritante som das gargalhadas em playback – que trata de problemas do dia a dia mas que arrisca também em comentar de forma leve assuntos tão sérios como o terrorismo e o preconceito. Infelizmente, as mesmas características que a tornam numa sitcom típica são também aquelas que trabalham contra si – é uma série leve demais, uma comédia banal demais, sem algo que a distinga e eleve ao patamar de outras comédias de referência.

Embora tenha já garantido uma temporada completa, por aqui chegam os 10 episódios já exibidos – fica a esperança que outras comédias melhores a sigam.