Weeds S4

Life is blah, blah, blah. You hope for blah and sometimes you find it but mostly it’s blah…

O que acontece a uma série quando a tiramos do seu elemento? Será que ganha nova vida, que renasce das cinzas e tem pernas para vingar sozinha? Ou será que, simplesmente, continua na espiral decadente que vinha a seguir?

Depois de uma terceira temporada que começou bem, mas que rapidamente diminuiu de qualidade, Weeds precisava de se redimir, e a mudança de cenário para a fronteira entre a Califórnia e o México parecia ser a ideal. Uma nova vida para as personagens, uma história diferente, e uma oportunidade profissional para a protagonista, que passava desta forma de traficante de bairro a correio de drogas entre os lados da fronteira. Infelizmente, longe de trazer consigo uma muito necessária mudança à história, esta quarta temporada de Weeds apenas conseguiu confirmar que a grande revelação do canal Showtime se encontra pelas ruas da amargura.

Aquilo que sempre distinguiu Weeds foi o seu humor negro e a sua capacidade de criticar a sociedade americana. A história de uma mãe dos subúrbios que, após a morte do marido, resolve transformar-se em traficante de droga na sua comunidade, dava-nos a oportunidade de soltar umas belas gargalhadas, ao mesmo tempo que nos deixava a pensar sobre os caminhos que escolhemos. As personagens, longe de serem estereótipos, conseguiam, pelo meio de situações caricatas e mesmo absurdas, mostrar algum profundidade. Nancy (Mary-Louise Parker) era claramente uma mulher que fazia más escolhas, que se envolvia com os homens errados por acaso, mas que tentava dar o melhor à sua família. Os filhos, pelo meio das típicas crises da puberdade e da adolescência, procuravam uma figura paternal, que o tio Andy (Justin Kirk) tentava, de forma não convencional, dar. E os amigos e vizinhos, sem dúvida as personagens mais hilariantes pela forma como nos deixavam adivinhar a vida nas comunidades fechadas, eram obrigados, mesmo assim, a lidar com problemas normais, como casamentos desfeitos e tratamentos contra o cancro.

Longe de tudo o que lhe era familiar, a quarta temporada caiu no erro criar situações tão absurdas, tão inusitadas, que qualquer ligação com a realidade se tornava difícil de reconhecer. De comédia inteligente e mordaz, Weeds passou assim a ser uma comédia insípida que procura a piada fácil, recorrendo ao sexo como forma de compensar a clara falta de história. A chegada a Ren Mar até trouxe algum humor à história, com a entrada em cena do sogro de Nancy, Lenny (Albert Brooks), e a sua obsessão pela morte anunciada da mãe, mas tão rápida quanto a sua partida foi o declínio da história, que sofreu tantas voltas e reviravoltas, tantas entradas e saídas de personagens, que quase se tornava difícil saber em que pé se encontrava. Se Silas (Hunter Parrish) e a sua nova conquista, e Shane (Alexander Gould) e o seu novo estatuto na escola não contribuíram em nada para a história, já os esquemas de Andy e um regressado Dean (Kevin Nealon), surgido sabe-se lá como de Magestic, foram de morrer de tédio. E nem mesmo a melhor personagem de todas as temporadas, a inigualável Celia Hodes (Elizabeth Perkins), foi desta vez poupada: começou a temporada na cadeia, de onde saiu para ser espiã da polícia; foi parceira de tráfico de Nancy, vendedora na loja para grávidas, e viciada em drogas até ser, prontamente, enviada para um centro de recuperação, de onde saiu para viajar até à Guatemala à procura da filha perdida, que não vemos desde o primeiro episódio da série. Tudo isto em treze episódios sem qualquer ponta de humor.

Mas se todas estas histórias foram fracas, nenhuma se compara à ridícula invenção de um túnel entre o México e a loja de Nancy, que em vez de a fazer pôr, de uma vez por todas, a mão na consciência, serviu apenas como forma de arranjar mais um par romântico a uma desesperada Nancy. Com o currículo de Nancy nas últimas temporadas, é bom que Esteban Reyes (Demian Bichir) se cuide, pois poderá vir a ser a próxima vítima desta viúva negra.

Quando se lida com uma temporada muito fraca, onde nenhuma história se evidencia, é difícil escolher um momento para a ilustrar, mas desta vez a frase de Andy é a perfeita para caracterizar uma temporada onde tudo foi… bom… blah!

Anúncios

10 thoughts on “Weeds S4

  1. Opa. Ae uma série que tenho muita vontade de ver! Muitos ja me disseram que estou perdendo tempo de nao ver, mas é que no momento as coisas estao super lotadas aqui e nao dá pra ficar aumentando ainda mais a lista de seriados!

  2. Bem, estou prestes a ouvir o TriploExpresso #5, com participação especial 🙂

    Confesso que não conhecia este blog, mas que me parece bastante interessante! A julgar pela quantidade de reviews 🙂

    Quanto a weeds, está em decadência. Tanto está que devorei as primeiras 2 temporadas, mas daí para a frente tem sido só desgraça.
    Deixei de seguir.

    Cumprimentos!
    PS: Devo voltar por aqui mais vezes 😉

  3. Pingback: Weeds: A 4ª Temporada « À Minha Maneira

  4. Olá! Estou neste momento na quarta temporada de uma série que adoro. Weeds. Apaixonei-me pela serie por volta do 4 episodio (quando vi os primeiros 3 n estava NADA habituado, e fikei com uma sensação esquista) durante a segunda temporada ADOREI,e dei graças a deus por ter insistido na serie,mas agora ja n sei, pois ainda otem ia na segunda temporada todo contente, na terceira baixou mas continuou bom,e agora k mudaram de cenario nada me motiva para ver como antigamente, sinto k n ha reviravoltas ou perigo e que a trama inicial da serie foi esquecida. e ja NAO SUPORTO os interesses de amor da actriz principal. neste caso um sujeito particularmente irritante chamado Esteban.
    Vou no 7 episodio e como ouço k a serie vai de mal a pior, n sei se insisto ou se desisto!!!

    Alguem me ajude por favor!!!!

    • Olá. Eu vi 3 episódios da quinta temporada e desisti, perdi a paciência para a série. O tipo de humor que esta tinha desvirtuou-se completamente. As críticas à quinta temporada também não foram famosas. Mas há gostos para tudo.

      • Mt obrigado! Tentei fazer esta pergunta no TvDependente e ninguém me respondeu! Basicamente, vou ver a 5, pois sei que na 6 vao mudar de cenario,e se for bom n kero perder nada, pois apesar destes maus tempos n me eskeço k weeds foi uma serie mt boa!(talvez volte a ser)
        Neste momento a Nancy nem vende drogas( o que era o assunto da serie), mas mesmo assim vou assitir.
        Tbm quero dizer k adoro o teu site, e o tv dependente.
        Adoro ter um sitio onde posso discutir series e saber mais sobre elas.Prometo estar mt activa no site, espero k a resposta no tvdependente seja tao rapida como neste site.
        Ja agora ,se nao for incomodo(nao quero ser chato), mas que series gostas?
        Um bj e obrigado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s