How I Met Your Mother S2

himym.jpg

Legen… wait for it… dary!

Enquanto fã incondicional de comédias irreverentes, aquelas que não têm medo de quebrar tabus e de elevar a fasquia, foi difícil apreciar verdadeiramente a primeira temporada de How I Met Your Mother. Embora partisse de uma premissa interessante – uma história de amor contada ao contrário – e tivesse um elenco agradavelmente competente, as peripécias vividas ao longo dos episódios não conseguiam prender ao ecrã, não deixavam soltar mais do que algumas gargalhadas passageiras. Mas por vezes… por vezes as primeiras impressões enganam, e uma segunda oportunidade dada a estes cinco amigos revelou uma comédia surpreendente, com uma história envolvente e brilhantes interpretações.

Where are we now transporta-nos de volta aos dilemas em que tínhamos ficado no último episódio da primeira temporada, com o mais que esperado começo de uma nova relação, ao mesmo tempo que outra se desmorona surpreendentemente. Enquanto Ted (Josh Radnor) e Robin (Cobie Smulders) procuram explorar os novos limites da sua relação, mesmo sabendo desde início que querem coisas diferentes para a vida, Marshall (Jason Segel) vai ter de aprender a viver sem o seu grande amor, contando para isso com a preciosa (e totalmente interesseira) ajuda de Barney (Neil Patrick Harris). Mas quando Lily (Alyson Hannigan) regressa da sua aventura em São Francisco, está na altura de resolver todos os dramas, e de reunir esta pequena família.

Se de início ao fim é Barney que rouba todos os episódios, com as suas tiradas, teorias, dramas e expressões que já se tornaram imagem de marca da série, e a interacção entre as personagens permite colmatar algumas interpretações mais fracas, é a forma simples como se conseguiu transformar uma história para a qual já sabemos o final numa grande oportunidade para falar da vida, do amor, das relações e das amizades que a distingue de outras comédias deste estilo. Mais do que descobrir a identidade da misteriosa mãe que dá o título à história, é o caminho percorrido pelas personagens ao longo das suas vidas em comum que a torna especial. Talvez por isso histórias como a de Robin Sparkles em Slap Bet, ou a brilhante passagem de Barney pelo Preço Certo em Showdown, que não contribuem para a evolução da trama principal, se tornem momentos de puro génio, e permitam a criação de uma mitologia própria e recorrente dos cinco amigos.

Tal como começa, termina em tom agri-doce a segunda temporada, com o desabar inevitável de uma relação durante a afirmação de outra em Something Blue. Mas porque esta é e será sempre, primeiro, uma comédia, fica a certeza que no retomar da próxima temporada, a amizade de Ted, Marshall, Lily, Robin e Barney continuará. E, quem sabe, talvez seja desta que se descobre a misteriosa mãe.

Advertisements

12 thoughts on “How I Met Your Mother S2

  1. Ainda não cemecei a segunda temporada, mas mal posso esperar, porque estou a gostar imenso da primeira, e ja estou ansioso para saber quem é a “mãe”! mas ainda tenho tanto para ver, e muitas gargalhadas para tar tambem! 😉

  2. @flor: Ui, é melhor nem falar nisso. 😛 Felizmente as cenas com ela foram limitadas, e deram destaque à grande Sarah Chalke. 🙂

  3. Fã incondicional de Friends, comecei a assistir How I Met Your Mother há uns dois anos, e simplesmente me apaixonei pela série.
    É uma premissa interessantíssima, já que toda a história rola em cima de um grande mistério: “Quem será a mãe?” Tal qual “Quem matou Lineu?” da novela Celebridades.

    Quanto a participação da Britney, eu gostei. Não gosto dela, mas achei de bom nível sua interpretação. Foram nos pequenos detalhes, como a expressão que ela faz ao ser mandada desligar o telefone na cara da pessoa, que me conquistaram.

    Não estava torcendo por uma segunda aparição, justamente para não estragar o empenho que ela mostrou no episódio. Mas já que fecharam o acordo, espero que ela supere as expectativas.

  4. Eu tentei gostar de HIMYM mas achei a série apenas boa. Não é nada que me faça parar o que estou fazendo para ir assistir…

    O episódio do Barney no Price Is Right que todos adoraram não me arrancou nem um sorrisinho amarelo… =/

  5. HIMYM foi uma daquelas que estavam na gaveta e quando comecei a ver, vi logo as duas temporadas seguidas em pouco tempo. Fiquei fã. Das típicas sitcoms, infelizmente cada vez mais em desuso, é aquela de que gosto mais. E acho que a terceira temporada tem sido superior às duas anteriores, apesar de já as ter visto há algum tempo e haver certas coisas de que já não me lembro muito bem… :S

  6. A season 3 tem sido claramente superior – o slapcountdown, a presença da Sarah Chalke, o segundo videclip da Robin Sparkles, o Barney, sempre em grande… óptima temporada. 🙂

  7. Adoro esta série, tal como ZB quando comecei a ver não consegui parar e ainda bem que li o teu texto reparei que me falta ver o episódio “Showdown” da segunda temporada e já ando na terceira 😉

  8. “Marshall (Jason Segel) vai ter de aprender a viver sem o seu grande amor, contando para isso com a preciosa (e totalmente interesseira) ajuda de Barney (Neil Patrick Harris).”

    O último episódio explica porque é que o Barney estava a roubar todas as mulheres ao Marshall. E, apesar de não ter sido altruísta, não foi tão interesseiro quanto isso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s