Kitchen Confidential

Recipe for failure: take one part natural talent, two parts stellar education, mix with easy success and a generous helping of booze, drugs, and women, and immediately set on fire.

Os cozinheiros estão na moda. Especialmente quando saem do estereótipo antigo do barrigudo, de bigode, com um chapéu idiota na cabeça a estripar enguias nojentas. Não, hoje em dia os cozinheiros são jovens, bem parecidos, com sotaques que desarmam qualquer mulher, confeccionando belas iguarias exóticas e doces de deixar água na boca. Foi certamente da tentativa de aproveitar o renascimento da celebridade dos cozinheiros que nasceu este Kitchen Confidential.

Baseada nas memórias de Anthony Bourdain, a série apresenta-nos Jack Bourdain (Bradley Cooper), um cozinheiro em ascensão, com tudo para vencer, mas que cai em desgraça devido aos seus muitos vícios. Anos depois, arruinado profissionalmente, Jack tem uma nova oportunidade para brilhar quando é contratado por Pino Ludgeria (Frank Langella) como chef principal do restaurante Nolita. Com a ajuda do sous-chef e melhor amigo Steven Daedalus (Owain Yeoman), do especialista em peixe Teddy Wong (John Cho) e do exímio pasteleiro Seth Richman (Nicholas Brendon), Jack vai tentar provar a todos que consegue vingar novamente no impiedoso mundo da restauração em Nova Iorque.

Não sendo uma comédia inovadora, Kitchen Confidential tem a seu favor os momentos dedicados às dificuldades apresentadas pelo trabalho na restauração, como a luta contra o restaurante francês em French Fight e as rivalidades no trabalho em And the Award Goes To…, ou a amizade que une os quatro personagens principais, onde as hilariantes prestações de John Cho e Nicholas Brendan ganham destaque, como em Teddy Takes Off. Infelizmente, quando reverte para as típicas situações das sitcoms, combinando personagens sem qualquer carisma como a Mimi de Bonnie Somerville, sem qualquer piada como o Jim de John Francis Daley ou mesmo sem qualquer função na história que não seja atrair o público masculino, como a Tanya de Jaime King, perde todo e qualquer interesse. 

Cancelada prematuramente ao fim de quatro episódios, os 13 episódios que constituem a série completa permitem confirmar que, por mais que se tente, Jamie Oliver só há um. Felizmente para outros, gostos não se discutem.

Advertisements

3 thoughts on “Kitchen Confidential

  1. Essa serie deve ser gira. Eu tenho gostado dos ultimos filmes de cozinheiros que vi, ratatui, e No reservation ahahahaha. É a primeira vez que venho ao seu blog, e estou a gostar mt, vou passar a vir mais. Passa no meu 😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s